Homeopatia

A Homeopatia é uma terapêutica que foi desenvolvida em 1810 pelo médico, químico, botânico e mineralogista alemão Samuel Hahnemann. Ele tinha como objetivo restaurar a saúde dos seres vivos causando o mínimo de desconforto possível, para Hahnemann o bem estar do paciente era muito importante.

 

“A mais alta e única missão do médico é restabelecer a saúde nos doentes, que é o que se chama de curar.”

Samuel Hahnemann

Ao analisar como a saúde e a doença ocorriam nos organismos vivos ele foi ao longo de anos de estudo e prática desenvolvendo toda a metodologia de produção de medicamentos e de tratamento dos doentes que envolve a Homeopatia.

Hahnemann trata os doentes com enfoque que o adoecimento é um processo de desequilíbrio, que enfraquece o organismo e possibilita o surgimento dos sintomas. Primeiro ocorre o desequilibro e em seguida surgem os sintomas que observamos e isso é válido para humanos, animais e plantas.

 

Ele estudou a ação dos remédios em pessoas sadias para conhecer puramente como o organismo responde a cada remédio e com isso usar de maneira consciente cada remédio para cada doença particular.

 

A homeopatia utiliza o processo natural de cura dos organismos de forma que o remédio homeopático simula um estímulo semelhante à doença fazendo com que o organismo reaja ao desequilíbrio e combata os parasitas invasores recuperando assim a autodefesa dos organismos. Esse processo natural é conhecido como Lei dos Semelhantes - “Semelhantes curam Semelhantes”  - que Hahnemann além de descrever seu funcionamento criou a metodologia de estudo dos remédios para a utilização com base nessa lei.

E é muito interessante ver que os conceitos homeopáticos  são parecidos com os da fitopatologia (ramo da  agronomia que estuda as doenças). A definição agronômica que a doença é uma anormalidade nas funções fisiológicas que tem como consequência a infestação por parasitas (patógenos).

 

A Homeopatia na Agricultura

O primeiro relato do uso da homeopatia na agricultura é de 1846 no livro "Patogenesia Brasileira" de Benoit Mure, médico francês responsável por introduzir a homeopatia no Brasil. Nesse livro ele descreve o desenvolvimento de um medicamento homeopático para utilizar nas lavouras de batata e prevenir das doenças que na época assolavam as lavouras diminuindo a produtividade.

Com o tempo foram surgindo outros pesquisadores dedicados ao tema em todo mundo, principalmente na Índia e Europa. O objetivo naquele tempo é o mesmo de hoje, prevenir e controlar doenças e insetos, estimular a fisiologia das plantas, proporcionando boas safras com redução de químicos.

Após o trabalho de Mure, o uso da homeopatia na agricultura aqui no Brasil foi retomado pelo Prof. Vicente Casali da Universidade Federal de Viçosa MG na década de 90. Os primeiros trabalhos foram dedicados a conhecer as alterações que as homeopatias provocavam nas plantas.

 

A homeopatia é uma tecnologia sustentável, seu uso na agricultura orgânica é permitido pelo MAPA conforme IN17 de 18/6/14, sem restrição de uso.

Quando começamos as pesquisas sobre o uso agronômico da homeopatia em plantas praticamente não existiam informações práticas, a maioria dos trabalhos científicos era dedicada em conhecer a ação da homeopatia nas plantas, transformar isso em tecnologia era um grande desafio.

 

Os resultados que vimos na época da universidade foram suficientes para instigar em nós a vontade de superar esse desafio, o caminho, no entanto, foi mais longo do que imaginávamos no começo.

 

Tivemos trilhar a senda deixada pelo pai da homeopatia Samuel Hahnemann, desde os estudos técnicos visando à elaboração dos melhores preparados homeopáticos, passando pela experimentação, estudo das doses, além dos estudos mostrando a sinergia entre conceitos da homeopatia e teorias básicas da ciência agronômica, tudo isso para finalmente chegarmos ao uso prático no campo.

 

Este tipo de trabalho é praticamente inédito, a inovação faz parte do DNA da empresa Homeopatia Rural, estamos sempre em busca dos melhores resultados.

 

Nesses 12 anos desenvolvemos o trabalho com diferentes culturas, tendo experiência em diversos sistemas de produção desde o hidropônico, convencional, as diversas linhas de sistemas orgânicos.

 

Buscamos atender a necessidade de sistemas altamente exigentes, situações com de alto estresse e o mais importante com segurança de uso, pois nossos produtos são experimentados por uma rede de parceiros.